Todo mundo sabe que a Segunda Guerra Mundial foi o maior conflito armado da história, onde milhões de pessoas perderam suas vidas e o planeta quase foi dividido ao meio. A crueldade humana chegou em seu ápice em inúmeros momentos, como a perseguição nazista aos judeus, as câmaras de gás, o lançamento das bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki, entre outros.

Apesar de tudo isso, a batalha que durou de 1939 a 1945 foi também um marco na história da humanidade, sendo responsável pela criação de muitas das tecnologias que hoje não vivemos sem e também obras cinematográficas que se tornaram verdadeiros clássicos da sétima arte, como: A Lista de Schindler e O Resgate do Soldado Ryan, ambos dirigidos por Steven Spilberg.

Nos games, esse período foi muito bem retratado também. Era questão de tempo até que os primeiros jogos abordando esse conflito aparecessem, afinal, poder vivenciar tudo aquilo e de fato se sentir dentro da história, lutando contra as forças do Eixo, parecia incrível.

moh

Acredito que quando pensamos em jogos da Segunda Guerra, o primeiro título que vem à cabeça é Medal of Honor. O game foi lançado para Playstation 1 em 1999, com criação de Steven Spilberg e tendo a DreamWorks Interactive como desenvolvedora.

Na trama, o jogador controla o tenente Jimmy Petterson, soldado pertencente a uma organização militar secreta dos EUA, conhecida como OSS (Office of Strategic Services). O objetivo é completar uma série de missões, entre elas: destruir estruturas e soldados dos exércitos do Eixo. O game tem grande influencia do filme O Resgate do Soldado Ryan, inclusive tendo missões na praia da Normandia e a Batalha de Ardenas.

Medal of Honor se tornou uma referencia do gênero e ainda rendeu mais alguns jogos, todos ambientados na Segunda Guerra.

A partir daí outros jogos excelentes vieram e popularizaram ainda mais este período da história entre os gamers… Battlefield 1942 e 1943 são grandes exemplos disso, inclusive sendo um diferencial por permitirem que o jogador utilizasse veículos como tanques e jipes durante as missões.

Porém, creio que depois de MoH, a franquia que mais produziu jogos ambientados nessa época foi Call of Duty, que em seu primeiro título, recebeu o prêmio de jogo do ano em 2003.

Os cinco primeiros jogos da franquia Call of Duty foram ambientados na Segunda Guerra, trazendo conflitos em inúmeros lugares reais, como Stalingrado e Bastogne.

call-of-duty-world-at-war-5

World at War recebeu inúmeras inovações, mas a principal delas é a violência extrema onde era possível ver soldados sendo mutilados pelo impacto dos tiros, fazendo o jogador ter uma experiência ainda mais realista e brutal.

Depois disso, as franquias seguiram um caminho natural e optaram por tramas ambientadas nos tempos de hoje, com conflitos militares mais atuais. As trilogias Call of Duty: Modern Warfare e Call of Duty: Black Ops se tornaram novos clássicos, bem como Battlefield 3 e 4, que traziam excelentes campanhas, mas que tinham como trunfo principal os modos multiplayer.

Até mesmo a franquia Medal of Honor se aventurou nos conflitos modernos ao lançar o título Warfighter em 2012, porém o game foi mal recebido pelos críticos, que apontavam principalmente a falta de inovação e IA fraca.

Infelizmente a Electronic Arts cancelou a série devido às baixas vendas e criticas feitas à Warfighter.

Mas 2017 mostrará que a Segunda Guerra Mundial ainda tem espaço no mundo virtual e em novembro será lançado Call of Duty: WWII (inclusive já disponível em pré-venda na PSN). O novo game da série promete trazer uma experiencia totalmente nova e ainda mais brutal para quem jogar, criando uma imersão nunca vista.

Estou ansioso por este lançamento pois gosto muito de jogos FPS e apesar de ser grande fã de Medal of Honor, foi através de Call of Duty que tudo isso começou.

Que venha WWII!

 

 

Anúncios