ACTION_COMICS_2_capa

NOME: ACTION COMICS: RENASCIMENTO #2
AUTORES: DAN JURGENS E TYLER KIRKHAM
EDITORA ORIGINAL / BRASILEIRA: DC COMICS / PANINI COMICS
NÚMERO DE PÁGINAS: 52
FORMATO: REVISTA MENSAL 
TIPO DE CAPA: COMUM
ANO DE EDIÇÃO: 2017

 

Sempre fui muito fã da DC e confesso que andava muito decepcionado com o que vinha saindo de quadrinhos pela editora. Fora alguns bons encadernados, não é segredo que a fase Novos 52 foi um verdadeiro pandemônio que dividiu muitas opiniões e gerou um descontentamento enorme por parte dos leitores de velha guarda.

A nova fase Renascimento está aí para trazer os velhos fãs de volta, tapar os buracos deixados.

Grata surpresa entre as hqs da nova fase está Action Comics, que como todos devem saber, foi a revista que apresentou o Superman ao mundo e ter esse título sendo publicado aqui no Brasil é algo muito legal.

A primeira edição já começou em um ritmo alucinante de ação, com muita porradaria. O vilão Apocalypse surgiu e numa fração de segundo passou a fazer o que sabe: Destruir o que vê pela frente.

Na segunda, a história continua de onde parou e a porrada ainda come solta, onde o Superman e Lex Luthor fazem o possivel para conter o monstro e ao mesmo tempo afasta-lo dos civis.

Em casa, Lois Lane lembra com coração em lágrimas a última vez que seu marido enfrentou o monstro, mas ao mesmo tempo precisa se manter forte por seu filho e guardar para si mesma o fato de que o pai do menino morreu naquele combate.

Hotsite Panini

Além disso ela está ciente de que diferente da primeira vez, caso morra em batalha, ele não voltará à vida.

 

A Mulher-Maravilha surge para auxiliar na batalha, porém, inesperadamente Apocalypse foge do local, deixando todos com a pulga atrás da orelha, já que algo assim seria inimaginável. Só que em um estalo tanto o Superman quanto Lois logo se dão conta de que como o Apocalypse tem a capacidade de rastrear kriptonianos, seu alvo agora era o filho dos dois.

O grande ponto alto da trama até agora, além da batalha, está sendo a aparição de ninguém menos que Clark Kent. Ele surgiu já na primeira edição e na segunda nenhuma pista foi dada de quem ele pode ser, já que o Superman dos Novos 52 morreu e o original está ali lutando.

Destaque também para a Mulher-Maravilha, que aparece para ajudar na batalha.

O texto de Dan Jurgens aliado à arte espetacular de Tyler Kirkham  faz de Action Comics uma hq muito interessante de ser acompanhada.

 

Vale: 5 brindes

Anúncios