2364499-snes_ninjawarriors

NOME: THE NINJA WARRIORS
DESENVOLVEDOR: NATSUME
DISTRIBUIÇÃO: TAITO CORPORATION
ANO DE LANÇAMENTO: 1994
PLATAFORMA: SUPER NINTENDO (SNES)
NÚMERO DE JOGADORES: 1

Estava muito afim de falar sobre games antigos. Então, nada melhor do que falar desse grande clássico do Super Nintendo, The Ninja Warriors.

Vale dizer que o game teve três versões diferentes para o nome, no Japão, Europa e Estados Unidos. Respectivamente ficando:

The Ninja Warriors: Again, The Ninja Warriors: The New Generation e The Ninja Warriors.

Porém, sem ter diferença no jogo em si.

Logo na introdução, há um texto que dá ao jogador um parecer do que está acontecendo no mundo e o que ele irá enfrentar.

texto

Claro que eu com meus nove anos de idade, não sabia nada de inglês e esse texto todo só servia para encher linguiça. Mas depois já mais velho, eu o joguei através de emulador e pude entender o enredo.

Ainda falando da introdução, após o texto, temos uma curta animação com cenas que remetem um pouco ao Exterminador do Futuro (pelo menos eu achei), com um esqueleto mecânicos sendo revestido por um corpo humano.

intro

História

A história do jogo na verdade não tem nada de extraordinária e nem mesmo original.

Um terrorista chamado Banglar quer dominar o mundo, e para isso, conta com a ajuda de seu exército de robôs e outros mercenários humanos.

Em contrapartida, cientistas criam três robôs ninjas, para que possam usar suas habilidades e impedir que os planos de Banglar se concretizem.

gfs_40318_2_3

Os três ninjas robôs são:

Ninja (bem original), Kunoichi e Kamaitachi

Ninja é o mais encorpado dos três e também o que possui os ataques mais lentos, mas que não fazem dele um personagem ruim para jogar. Seu sistema de combos se consiste em socos e ataques com o nunchaku.

Kunoichi, que é o feminino da palavra ninja, obviamente é mulher e possui muitos ataques e combos rápidos, feitos com o uso de kunais e até mesmo seu cabelo.

Kamaitachi é para mim, o mais legal dos três. Possui movimentos e ataques muito rápidos, que são feitos através de foices que têm implantadas em ambos os braços. É também o que possui a maior parte de seu corpo mecânico visível.

Cada um dos três ninjas possui uma barra de ataque especial, que quando cheia, pode ser liberada causando um dano grande em múltiplos inimigos.

O jogo é mais um daqueles clássicos anda e bate, semelhante aos também clássicos Final Fight e Double Dragon. Seus gráficos em 2D, para a época se mostravam muito bem desenvolvidos, usando uma palheta de cores bem vasta e possuindo uma quantidade de detalhes muito grande.

A história é desenvolvida através de centros urbanos, estacionamentos e muitas áreas industriais, deixando visível que tudo alí está em domínio das máquinas e a destruição é o maior objetivo do vilão principal.

medium_4_screenshot

Os inimigos, como de costume nesse tipo de jogo, são em muitos casos, variações de si mesmos, onde se muda apenas a cor da roupa ou tom de pele. Mas também ficando mais resistentes conforme você avança nas fases.

Podemos ver mercenários portando facas, homens de terno, que lutam com as mãos nuas ou mesmo lutadores de artes marciais usando garras, no melhor estilo Wolverine.

Creio que os únicos pontos negativos do game, sejam o sistema de efeitos sonoros dos inimigos, que são muito limitados, com gritos de dor ou morte iguais para todos. E também, a baixa dificuldade para conclui-lo.

Apesar de conter apenas as dificuldades Normal e Hard, não há muita diferença entre elas no que diz respeito a desafio.

Concluindo, The Ninja Warriors é um excelente game de ação, que me rendeu muitas horas de diversão. Perdi as contas de quantas vezes pegava para joga-lo, sem pretensão de terminar, mas apenas para poder jogar.

É facilmente encontrado para download no formato ROM, para que possa ser jogado em emuladores de Super Nintendo.

Então, não perca tempo e jogue esse clássico!

 

Anúncios