pan-1072-000_1_

NOME: REINO DO AMANHÃ – EDIÇÃO DEFINITIVA

AUTORES: MARK WAID E ALEX ROSS

EDITORA ORIGINAL / BRASILEIRA: DC COMICS / PANINI COMICS

NÚMERO DE PÁGINAS: 336

FORMATO: ENCADERNADO BROCHURA

TIPO DE CAPA: CAPA DURA

ANO DE EDIÇÃO: 2013

Imagine você, que os maiores super heróis do mundo se aposentaram e no lugar deles, um grupo de meta humanos extremamente violentos e inconsequentes, resolveram ir às ruas e fazer justiça em seu lugar. Imaginou? Então imagine ainda, que essa “justiça”, defendida por eles, não visa proteger a humanidade a qualquer custo, mas sim apenas livrar a Terra do mal, usando métodos e filosofias que não condizem com os ideais de justiça e muitas vezes, não se importam que suas ações coloquem em risco a vida de civis, que estão no caminho.

Pois é, é nesse clima caótico, que Reino do Amanhã se ambienta.

Tudo isso se passa em uma realidade vinte anos no futuro. Vinte anos se passaram desde que o Coringa matou a sangue frio, todos os funcionários do Planeta Diário, incluindo Lois Lane. Após esse fato, Superman e um herói em ascensão, chamado Magog, vão atrás do vilão para que este pague por seu crime.

Porém, ao contrário do Superman, que visa puni-lo através da justiça, Magog chega primeiro e o mata de forma violenta. Magog foi levado a julgamento e absolvido, pois o júri chegou à conclusão de que o que fez não foi crime, mas sim um ato heroico, que fez com que finalmente o mundo se livrasse de um vilão tão cruel.

Após esse acontecimento, Superman julga que sua presença não é mais necessária, visto que tudo o que acredita no que diz respeito à justiça, não é partilhado pela população.

Sendo assim, seguido por outros heróis que também se aposentam, ele se refugia na Fortaleza da Solidão ou mesmo volta para Smallville para cuidar dos serviços no campo.

A Mulher Maravilha percebe que o mundo está mais do que nunca precisando da ajuda dos antigos heróis e por isso vai até Smallville, tentar convencer o Superman a voltar à ativa.

O Homem de Aço, de começo fica relutante, mas depois concorda em voltar e essa para mim é um grande momento da HQ, pois mostra toda a grandiosidade do personagem, perante as pessoas. Como se fosse um deus que está voltando para aqueles que um dia o veneraram.

3369974366

Tudo o que acontece é acompanhado de perto por um pastor, que é guiado e mantido invisível, pelo Espectro.

Ele dá ao pastor o poder de ver de perto todas as decisões e ações tomadas e dá a ele a missão de julgar os acontecimentos.

Os heróis são retratados mais velhos e o Superman em questão, apresenta mechas de cabelo branco, nas laterais da cabeça.

Devido aos anos de exposição a radiação do sol amarelo, seu corpo ficou ainda mais forte, inclusive se tornando imune ao uso de kriptonita.

Batman agora é um homem aleijado, que depende em tempo integral de um exoesqueleto para se movimentar.

digitalizar0030

No passado, sua identidade foi descoberta por seus inimigos, que destruíram a mansão Wayne e em especial, Bane, que o espancou quase até a morte e o deixou na atual situação.

Um personagem do qual eu não sou muito fã, mas que gostei muito da maneira como foi retratado, é o Lanterna Verde. Aqui, quem usa o poder do anél é o clássico personagem Alan Scott. Que após a aposentadoria da Liga da Justiça, vai para o espaço e com o poder do anél, cria uma fortaleza como forma de reino solitário e também uma armadura, que é energizada pelo Coração Estelar.

Com os antigos super heróis voltando a ativa para dar um basta nas ações inconsequentes dos meta humanos, Lex Luthor se reúne com outros vilões para elaborar um plano e acabar com todos os super seres, sem exceção.

Para isso, desenvolve uma maneira de controlar mentalmente o Capitão Marvel, que é o único entre tantos, que pode bater de frente com o Superman.

Vale dizer que essa obra é recheada de momentos simplesmente épicos, como a luta entre Superman e Capitão Marvel.

Uma das minhas preferidas, é quando o Homem de Aço e a Mulher Maravilha vão até Atlantida, clamar pela ajuda do Aquaman, para enfrentarem essa situação.

DSC_0139

Arthur é retratado aqui como um verdadeiro monarca e ao ouvir o pedido de ajuda de seus antigos companheiros, diz claramente algo como: Vocês já tem muita gente para cuidar dos problemas da Terra. Eu sou um só e cuido dos outros setenta por cento do mundo.

Apesar de ser um personagem muito mal usado na maioria das histórias em que aparece e justamente por isso, motivo de chacota dos leitores, Aquaman é para mim, um dos melhores personagens do universo DC e aqui é retratado de forma grandiosa, assim como merece.

Outro ponto alto é já no final, quando em uma ação inconsequente, a ONU resolve lançar um míssil nuclear para acabar com os conflitos. Mas a explosão devasta toda a área, matando instantaneamente todos que alí estavam, exceto Batman e Mulher Maravilha, que foram salvos por um campo de força, gerado pelo anél do Lanterna Verde.

O Superman se vê sozinho cercado dos cadáveres daqueles que outrora o ajudaram a livrar o mundo do mal.

Um dos quadros com a arte mais impressionante, de toda a HQ.

O Homem de Aço se deixa levar pelo ódio e vai até o prédio onde estão reunidos os responsáveis por tal devastação, mas apesar de sua extrema ira, ele nada faz, pois ainda se lembra do porque de ser o Superman.

Reino do Amanhã

Escrita por Mark Waid (Superman: Legado das Estrelas), com um texto de qualidade narrativa que impressiona pela maturidade e desenvoltura, Reino do Amanhã foi lançada no formato de mini série em quatro edições, entre maio e agosto de 1996.

É toda pintada por Alex Ross (Marvels) e é muito importante destacar parte dessa análise, apenas para a arte em questão. Alex Ross é conhecido no meio como um artista excepcional e tem como marca, que seus personagens sejam foto realistas.

Mas para mim, nessa obra em particular, Ross usou de todo o seu talento para passar ao leitor, uma visão real de tudo que está acontecendo alí. Seja nos momentos mais tensos, em que as sombras nos personagens são muito carregadas, dando um ar de seriedade muito particular ou no dinamismo das cenas de ação, que passam uma verdade muito impressionante.

Reino do Amanhã #03 [HQOnline.com

Reino do Amanhã foi relançada em edição definitiva pela Panini Comics, com um acabamento e qualidade de impressão que faz valer cada centavo da compra e além disso, possui muitos extras, como ficha técnica dos personagens e sketches.

É um item obrigatório na coleção de qualquer apaixonado por quadrinhos, mesmo que não seja muito familiarizado com as publicações da DC Comics.

Você pode encontrar Reino do Amanhã – Edição Definitiva nas melhores comic shops.

Então não perca tempo e boa leitura!

Anúncios